bem vindos

Barrinha MaynaBaby

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

CASAMENTO

Naquela noite, enquanto minha esposa servia o jantar, eu segurei sua mão e disse: "Tenho algo importante para te dizer". Ela se sentou e jantou sem dizer uma palavra. Pude ver sofrimento em seus olhos.


De repente, eu também fiquei sem palavras. No entanto, eu tinha que dizer a ela o que estava pensando. Eu queria o divórcio. E abordei o assunto calmamente. Ela não parecia irritada pelas minhas palavras e simplesmente  perguntou em voz baixa: "Por quê?" Eu evitei respondê-la, o que a deixou muito brava. Ela jogou os talheres longe e gritou "você não é homem!" Naquela noite, nós não conversamos mais. Pude ouví-la chorando. Eu sabia que ela queria um motivo para o fim do nosso casamento. Mas eu não tinha uma resposta satisfatória para esta pergunta. O meu coração não pertencia a ela mais e sim  a Jane. Eu simplesmente não a amava mais, sentia pena dela. Me sentindo muito culpado, rascunhei um acordo de divórcio, deixando para ela a casa, nosso carro e 30% das ações da minha empresa. Ela tomou o papel da minha mão e o rasgou violentamente. A mulher com quem vivi pelos últimos 10 anos se tornou uma estranha para mim. Eu fiquei com dó deste desperdício de tempo e energia mas eu não voltaria atrás do que disse, pois amava a Jane profundamente. Finalmente ela começou a chorar alto na minha frente, o que já era esperado. Eu me senti libertado enquanto ela chorava. A minha obsessão por divórcio nas últimas semanas finalmente se materializava e o fim estava mais perto agora. No dia seguinte, eu cheguei em casa tarde e a encontrei sentada na mesa escrevendo. Eu não jantei, fui direto para a cama e dormi imediatamente, pois estava cansado depois de ter passado o dia com a Jane. Quando acordei no meio da noite, ela ainda estava sentada à mesa, escrevendo. Eu a ignorei e voltei a dormir. Na manhã seguinte, ela me apresentou suas condições: ela não queria nada meu, mas pedia um mês de prazo para conceder o divórcio. Ela pediu que durante os próximos 30 dias a gente tentasse viver juntos de forma mais natural possivel. As suas razões eram simples: o nosso filho faria seus examos no próximo mês e precisava de um ambiente propício para prepar-se bem, sem os problemas de ter que lidar com o rompimento de seus pais. Isso me pareceu razoável, mas ela acrescentou algo mais. Ela me lembrou do momento em que eu a carreguei para dentro da nossa casa no dia em que nos casamos e me pediu que durante os próximos 30 dias eu a carregasse para fora da casa todas as manhãs. Eu então percebi que ela estava completamente louca mas aceitei sua proposta para não tornar meus próximos dias ainda mais intoleráveis. Eu contei para a Jane sobre o pedido da minha esposa e ela riu muito e achou a idéia totalmente absurda. "Ela pensa que impondo condições assim vai mudar alguma coisa; melhor ela encarar a situação e aceitar o divórcio" ,disse  Jane em tom de gozação. Minha esposa e eu não tínhamos nenhum contato físico havia muito tempo, então quando eu a carreguei para fora da casa no primeiro dia, foi totalmente estranho. Nosso filho nos aplaudiu dizendo "O papai está carregando a mamãe no colo!" Suas palavras me causaram constrangimento. Do quarto para a sala, da sala para a porta de entrada da casa, eu devo ter caminhado uns 10 metros carregando minha esposa no colo. Ela fechou os olhos e disse baixinho "Não conte para o nosso filho sobre o divórcio" Eu balancei a cabeça mesmo discordando e então a coloquei no chão assim que atravessamos a porta de entrada da casa. Ela foi pegar o ônibus para o trabalho e eu dirigi para o escritório.No segundo dia, foi mais fácil para nós dois. Ela se apoiou no meu peito, eu senti o cheiro do perfume que ela usava. Eu então percebi que há muito tempo não prestava atenção a essa mulher. Ela certamente tinha envelhecido nestes últimos 10 anos, havia rugas no seu rosto, seu cabelo estava ficando fino e grisalho. O nosso casamento teve muito impacto nela. Por uns segundos, cheguei a pensar no que havia feito para ela estar neste estado.No quarto dia, quando eu a levantei, senti uma certa intimidade maior com o corpo dela. Esta mulher havia dedicado 10 anos da vida dela a mim.No quinto dia, a mesma coisa. Eu não disse nada a Jane, mas ficava a cada dia mais fácil carregá-la do nosso quarto à porta da casa. Talvez meus músculos estejam mais firmes com o exercício, pensei. Certa manhã, ela estava tentando escolher um vestido. Ela experimentou uma série deles mas não conseguia achar um que servisse. Com um suspiro, ela disse "Todos os meus vestidos estão grandes para mim". Eu então percebi que ela realmente havia emagrecido bastante, daí a facilidade em carregá-la nos últimos dias. A realidade caiu sobre mim com uma ponta de remorso... ela carrega tanta dor e tristeza em seu coração..... Instintivamente, eu estiquei o braço e toquei seus cabelos. Nosso filho entrou no quarto neste momento e disse "Pai, está na hora de você carregar a mamãe". Para ele, ver seu pai carregando sua mão todas as manhãs tornou-se parte da rotina da casa. Minha esposa abraçou nosso filho e o segurou em seus braços por alguns longos segundos. Eu tive que sair de perto, temendo mudar de idéia agora que estava tão perto do meu objetivo. Em seguida, eu a carreguei em meus braços, do quarto para a sala, da sala para a porta de entrada da casa. Sua mão repousava em meu pescoço. Eu a segurei firme contra o meu corpo. Lembrei-me do dia do nosso casamento. Mas o seu corpo tão magro me deixou triste. No último dia, quando eu a segurei em meus braços, por algum motivo não conseguia mover minhas pernas. Nosso filho já tinha ido para a escola e eu me vi pronunciando estas palavras: "Eu não percebi o quanto perdemos a nossa intimidade com o tempo". Eu não consegui dirigir para o trabalho.... fui até o meu novo futuro endereço, saí do carro apressadamente, com medo de mudar de idéia...Subi as escadas e bati na porta do quarto. A Jane abriu a porta e eu disse a ela "Desculpe, Jane. Eu não quero mais me divorciar". Ela olhou para mim sem acreditar e tocou na minha testa "Você está com febre?" Eu tirei sua mão da minha testa e repeti "Desculpe, Jane. Eu não vou me divorciar. Meu casamento ficou chato porque nós não soubemos valorizar os pequenos detalhes da nossa vida e não por falta de amor. Agora eu percebi que desde o dia em que carreguei minha esposa no dia do nosso casamento para nossa casa, eu devo segurá-la até que a morte nos separe. A Jane então percebeu que era sério. Me deu um tapa no rosto, bateu a porta na minha cara e pude ouví-la chorando compulsivamente. Eu voltei para o carro e fui trabalhar. Na loja de flores, no caminho de volta para casa, eu comprei um buquê de rosas para minha esposa. A atendente me perguntou o que eu gostaria de escrever no cartão. Eu sorri e escrevi:  "Eu te carregarei em meus braços todas as manhãs até que a morte nos separe". Naquela noite, quando cheguei em casa, com um buquê de flores na mão e um grande sorriso no rosto, fui direto para o nosso quarto onde encontrei minha esposa deitada na cama - morta. Minha esposa estava com câncer e vinha se tratando a vários meses, mas eu estava muito ocupado com a Jane para perceber que havia algo errado com ela. Ela sabia que morreria em breve e quis poupar nosso filho dos efeitos de um divórcio - e prolongou a nossa vida juntos proporcionando ao nosso filho a imagem de nós dois juntos toda manhã. Pelo menos aos olhos do meu filho, eu sou um marido carinhoso.Os pequenos detalhes de nossa vida são o que realmente contam num relacionamento. Não é a mansão, o carro, as propriedades, o dinheiro no banco. Estes bens criam um ambiente propício a felicidade mas não proporcionam mais do que conforto. Portanto, encontre tempo para ser amigo de sua esposa, faça pequenas coisas um para o outro para mantê-los próximos e íntimos. Tenham um casamento real e feliz!

Muitos fracassados na vida são pessoas que não perceberam que estavam tão perto do sucesso e preferiram desistir.. 

Marcelo Campanella

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Pérolas de Sabedoria

Desde a mais tenra idade, ouvi com muito apreço tudo que minha avó paterna a Sra. Antônia Francisca do Carmo dizia. Lembro com clareza de tudo que ela me contava, dos hinos que entoávamos juntas, das palavras que líamos juntas e de todas suas filosofias de vida. 
Hoje sou casada, mãe, missionária e psicóloga, tudo que sou e tenho primeiramente agradeço ao meu Deus, depois aos meus pais e em terceiro lugar, mas não menos importante agradeço a minha avó mãe Tonha, como era chamada carinhosamente, não esqueço dessa mulher que ajudou e muito na formação do meu caráter e também me deu direção de como ser fiel ao Senhor, sendo um exemplo de fidelidade a Deus. Com muito orgulho e satisfação quero deixar registrado algumas de suas pérolas de sabedoria e de seus testemunhos.

"a criança não pode comer com pressa e nervosa, temos de ter paciência e carinho pra com elas na hora da refeição." - dizia minha avó. A primeira lembrança que tenho dessa senhora, são os bolinhos de feijão com farofa e pedaços de carne que ela me fazia comer, com muita paciência e carinho, ela juntava os 3 ingredientes formando bolinhos com sua própria mão. Hummmm!!!, aqueles bolinhos até hoje faço e levo a tradição fazendo pra minha filhinha, é uma delícia, minha filha tem uma boca boa pra comer, come muito bem porque é com paciência e carinho a hora da refeição. 

"Eu não quero minha casa suja, então a casa do Meu Pai (a Igreja) também não pode estar" - Um dia ao chegarmos na igreja minha avó viu uma papel de bala jogado no chão, eu era muito pequena, mas sua ação marcou minha vida pra sempre. O culto ainda não havia começado, quando ela viu aquele pequeno papelzinho, não esperou os diáconos ou diaconisas chegarem, lembro de ter comentado com ela: "Vó é só um papel", ela me deu aquela lição de vida, não aceitou ver a casa de Deus suja, agachou, recolheu o papel e o jogou no lixo e ponto, não esperou recompensas nem elogios por isso. Da mesma forma tenho seguido esse grande exemplo.

"Satanás tira o rabo de cima, em Nome do Senhor Jesus!"  - Essa frase ela usava todas as vezes que perdia algo e não encontrava, aprendi com ela a orar até pra procurar algo que não achamos, ela me dizia que quando procuramos algo que não encontramos principalmente na hora de irmos pra igreja, é que o diabo coloca seu rabo em cima pra não enxergarmos e perdermos tempo. Presenciei ela fazendo essa oração com autoridade "n" vezes e em seguida ela encontrava como num passe de mágica, então nada mais óbvio, hoje pode ser o que for, chave, bolsa, sapato, enfim, se eu não encontro eu oro a Deus e repreendo, logo em seguida eu encontro é FANTÁSTICO.

Se te disserem: "eu vou te contar algo, mais você não pode contar pra ninguém", cai fora, porque é fofoca, pra depois não falarem que foi você quem fez a fofoca, se a pessoa é sua amiga, ela te conhecerá e saberá que você sabe guardar segredos, não precisa te pedir, diga apenas eu não estou interessada. - Nossa de quantos apuros entre pessoas que se diziam minhas amigas, essa pérola me livrou, de quantas difamações Deus me livrou, por acatar esse sábio conselho, hoje tenho dezenas de amigas e todas me confidenciam coisas, e não me pedem discrição, pois a minha reputação é de confiança, construí isso ao longo da minha jornada, tendo como diretriz essa frase.

"Filha, não peça a Deus pra me dar mais anos de vida, peça a Deus pra que seja feita sua vontade, porque se chegou a minha hora de partir, o melhor me espera do lado de lá" - Minha avó havia recebido a notícia de que seu coração estava do tamanho de uma criança de 6 anos, ela sofria constantemente com crises de bronquite crônica e até pneumonia, por vezes fiquei ao seu lado vendo-a fazer inalação, quando a crise era forte meus pais traziam-na pra cuidar dela em nossa casa, coisa que ela detestava, porque ela não gostava de deixar suas coisinhas, antes ela gostava de sua própria casa, de sua cozinha, de seu quarto e assim por diante. Numa noite, eu tinha uns 12 pra 13 anos, ela ficou bem adoentada, respirando muito mau, nada melhorava, ela foi ficando fraca, então com muita fé, assim como ela me ensinou,  enquanto ela dormia, dobrei meus joelhos aos pés de sua cama chorando muito e fiz minha oração, para que Deus aumentasse seus anos de vida, curando-a, naquele momento eu tava colocando em prática minha fé, mas para minha surpresa ela abriu os olhos e me mostrou uma nova fé, uma fé que eu não entendia naquele momento, mas que entenderia anos mais tarde, ela me mostrou o que é crer em Deus, qual o sentimento de estar salva em Cristo, mostrou que nossa morada não é aqui, estamos aqui de passagem, somos peregrinos, nossa morada é no céu e um dia nos reencontraremos. Ela melhorou passaram anos e anos, até o Senhor recolhe-la e no dia de seu velório, lembro do seu semblante renovado, semblante lívido, leve e alegre. Louvado seja o Nome do Senhor para todo o sempre, pois grande exemplo ela me deixou e levo comigo e passo pra todos.

* Minha avó era analfabeta, mas fazia poesia e compunha hinos como ninguém, ela simplesmente os inventava como numa cantiga de roda, era coisa linda de se ver e ouvir, dávamos altas gargalhadas juntas. Um dia lhe perguntei, o por quê não havia estudado, então ela me respondeu que seu pai (meu bisavô) tinha medo que se ela aprendesse a escrever, começasse a escrever cartas pra namorados, então não permitiu que ela estudasse. Por vezes passava toda a manhã na casa dela, quando ela não me chamava eu ia por conta própria, gostava muito de ouvir suas estórias e sua trajetória de vida. Ela me contou como foi que se converteu. Ela era católica apostólica romana, sempre muito crédula, em sua casa havia enormes estátuas de santo. Um dia ela viu um senhores de terno e gravata evangelizando sobre Jesus Cristo, o Único e Verdadeiro Salvador, então ela mesma falou com Deus, dizendo: "se o Deus que esses homens pregam for o verdadeiro então que eles fossem falar com ela sem ela chamá-los". Ah, não demorou muito lá estavam aqueles homens uniformizados batendo em sua porta, no mesmo instante ela acreditou e aceitou a Jesus. Depois que ela aceitou a Jesus e o Senhor adentrou em seu coração e em seu lar, deu um vento tão forte na cidade que derrubou todas as estátuas de barro no chão e se quebrou e até morrer ela nunca mais adorou a outro Deus além do DEUS verdadeiro.
Conforme os anos foram se passando, ela foi batizada nas águas, recebeu o batismo com Espírito Santo, mas não sabia ler a Bíblia e isso a entristecia, então ela simplesmente exerceu sua fé, pedindo ao Senhor nosso Deus que a ensinasse a ler a Bíblia e é com orgulho que sou testemunha viva de que Deus concedeu isso a ela, porque em todas as vezes que líamos a bíblia juntas, ela conseguia ler a palavra de Deus, não lia mais nada, tivemos de ensiná-la a assinar o seu próprio nome pra que ela pudesse receber sua aposentadoria, sei disso porque por diversas vezes eu a acompanhava no banco, então foi mesmo um milagre, ela só sabia ler a Palavra de Deus. Seus Hinos da Harpa Cristã preferidos eram o nº 26; 46 e o nº 126.

"Filha jamais dê ouvidos pra quem fala mal dos outros à você, porque do mesmo modo que falam de outros, falam também de você." Aprendi esse provérbio da minha avó, sentindo na pele e hoje tento seguir a risca, tentando até mesmo defender o outro pra não colocar mais lenha na fogueira.

"Não revele segredos até mesmo pra amigos, porque segredos para certos amigos são como a estória dos dez dedos, o dedão conta pra o indicador, o indicador conta pra o dedo médio e assim por diante, esse é amigo desse e esse é amigo desse e lá se vão os 10 dedos." - Moral da estória aquela sua melhor amiga tem uma melhor amiga e essa melhor amiga também tem outra melhor amiga, quando vai ver seu segredo já rodou o  bairro todo. Ahh como esse sábio conselho me orientou e orienta até hoje e como tenho visto, pessoas fazendo realmente isso que minha sábia vovó falou. Eu só tenho a agradecer ao nosso Deus por tê-la conhecido, por ter nascido nessa família, ser descente dela e ter aprendido tanto.

"A ovelha conhece a voz de seu Pastor" - minha avó citava
"Hoje vou meu filho José vai vir aqui." - o tio mora na Barra Bonita, horas e horas de distância.
"Vou fazer um belo almoço, porque vou receber visita de fulano"
Quando minha avó dizia isso, eu ficava meio incrédula, até perguntava: como a senhora sabe, porque tal pessoa te ligou? - ela me respondia: "não, fulano não me ligou, nem avisou, mas lá pelas ----hs, ele(a) vai chegar, foi O Pai que me falou" - era inacreditável, no mesmo horário que ela havia visto, que Deus havia mostrado, havia lhe falado, as visitas chegavam. Sua intimidade com Deus sempre foi tão linda que me fez almejar essa intimidade e hoje contemplo que Deus revela meeeeeesmoooooooo. Porque Ele é Fiel!!!.

* Quando encontrei o amor da minha vida, o escolhido de Deus pra mim, mesmo crendo que Deus já havia abençoado a relação, queria que ela fizesse parte da nova etapa da minha vida, então antes de tomarmos um passo mais sério, decidi apresentar o Luiz a ela e enquanto todos diziam que ela já não estava mais sã das idéias, eu e o Luiz contemplamos uma idosa lúcida. Ela olhou para o Luiz, pegou e juntou as nossas mãos e nos disse: "está faltando uma aliança aqui." e apontou para o dedo anular esquerdo, naquele momento eu e ele tivemos a certeza, então ela orou por nós e nos abençoou, nunca nos esqueceremos disso.


Essa é uma homenagem ao trabalho da serva de Deus
por 
Miss.ª Valéria Pessoa da Silva





terça-feira, 9 de agosto de 2011

Para refletir


O FIO DE CABELO


A Paz do Senhor.
Recebi essa mensagem e gostaria de compartilhar com vocês


“Uma mulher acordou uma manhã após a quimioterapia, olhou no espelho e percebeu que tinha somente três fios de cabelo na cabeça.- Bom (ela disse), acho que vou trançar meus cabelos hoje. Assim ela fez e teve um dia maravilhoso. No dia seguinte ela acordou, olhou no espelho e viu que tinha somente dois fios de cabelo na cabeça… - Hummm (ela disse), acho que vou repartir meu cabelo no meio hoje. Assim ela fez e teve um dia magnífico. No dia seguinte ela acordou, olhou no espelho e percebeu que tinha apenas um fio de cabelo na cabeça. – Bem (ela disse), hoje vou amarrar meu cabelo como um rabo de cavalo. Assim ela fez e teve um dia divertido. No dia seguinte ela acordou, olhou no espelho e percebeu que não havia um único fio de cabelo na cabeça. – Yeeesss… (ela exclamou), hoje não tenho que pentear meu cabelo. ATITUDE É TUDO! Seja mais humano e agradável com as pessoas. Cada uma das pessoas com quem você convive está travando algum tipo de batalha. Viva com simplicidade. Ame generosamente. Cuide-se intensamente. Fale com gentileza. E, principalmente, não reclame. Se preocupe em agradecer pelo que você é, e por tudo o que tem! E deixe o restante com Deus”.( Desconheço o autor)

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Como você está diante de Deus?

Resolvi postar essa matéria, com o intuito de promover um pensamento no meio evangélico.
Hoje vejo em nosso país, em nosso Estado, em nossa cidade, no bairro, seja onde for, longe ou perto, pessoas desistindo de pregar o evangelho, pessoas abandonando a fé e o primeiro amor por coisas fúteis e frívolas, muitos preocupados com $$$$ na conta e status ou poder.
O que será que Jesus está pensando desse povo, se João Batista estivesse aqui, creio que ele diria; "Raça de víboras", muitos estão se esquecendo de que Jesus está as portas para buscar o seu povo; pessoas que acreditam haver separação para entrar no céu, essas pessoas estão redondamente enganadas, pois lá todos seremos irmãos, lá não haverá um lugar especial para os brancos e outro para os pardos, mulatos, negros ou índios, nem tampouco para classes sociais, lá veremos o nosso Rei face a face, poderemos contemplar os seus cravos nas mãos e nos pés...Oh Maravilha será!!!

Aqueles que acreditam e anseiam por esse dia, louvem a Deus, glorifiquem a Ele de todo seu coração, preguem a palavra insta em tempo e fora de tempo, busquem a Deus enquanto se pode achar e exaltem ao Senhor pelo Brasil, pois essa nação é do Senhor Jesus e aqui podemos louvar e engrandecer abertamente o Nome daquele que é digno de todo louvor e adoração.

Aqui é diferente de outros lugares, trago essa matéria como um alerta, por favor leiam com atenção, trata-se nossos irmãos em Cristo que sofrem por amar esse Deus, o Deus de Abraão, Isaque e Jacó.


  • O pastor Yousef Nadarkhani, 34 anos, já condenado por abandonar o Islã, está aguardando o resultado da  investigação a cerca da crença religiosa ligada ao cristianismo, o qual pode levá-lo a execução ou ainda forçá-lo a converter-se ao Islamismo. A pena de morte foi mantida pelo tribunal de justiça, no entanto, foi ordenado que houvesse uma investigação acerca do histórico religioso de Nadarkhani e ainda que seja liberado da acusação apostasia (renegação a religião), segundo fontes e bem provável que cumpra uma pena rigorosa pela evangelização. Esse Pr. pode ser executado simplesmente porque está evangelizando os muçulmanos.


 URGENTE!!! No Afeganistão, cristão do Brasil morrerá se não negar sua fé


Chines é condenado a 15 anos de prisão por professar sua fé


missoes-mexico-220x163Cristãos são expulsos de comunidade por não participar de rituais



  • Um homem feriu duas crianças e um adulto após atirar em cerca de 100 religiosos evangélicos que oravam em um parque público em Playa del Carmen, no Caribe mexicano
  • Cristãos oprimidos nas ilhas de Comores e da Tanzânia - Os cristãos das Ilhas Pemba e do arquipélago de Comores, lugares predominantemente muçulmanos, são agredidos, presos e marginalizados por causa de sua fé. 
  • Cristãos Vietnamitas são forçados a renegar sua fé - Violando a nova política religiosa do Vietnã, as autoridades da província de Lao Cai, no extremo norte do país, pressionam recém-convertidos da minoria hmong a abandonarem sua fé e reconstruir antigos altares

Queridos, lendo essas notícias, fico meditando como somos afortunados e muitos de nós que se dizem cristãos não dão o devido valor ao evangelho de Cristo, por isso fica um alerta: despertemos enquanto é tempo, há muitos cristãos espalhados pelo mundo, muitos que estão sofrendo perseguições e ameaças, outros até já morreram e aqui no Brasil não temos nenhum impedimento quanto a nossa crença, então valorizemos isso amém. Pergunte para Deus o que ele tem achado de você, como você está diante Dele.

Essas matérias foi retirada do site noticias gospel

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

INTERCESSÃO


A todos meus familiares, amigos e irmãos em Cristo, também aos blogueiros evangélicos, eu peço ajuda em oração.
Tenho uma vizinha chamada Débora, mulher jovem, já foi crente no momento está desviada, tem 5 filhos e infelizmente neste domingo (31/07) ela sofreu um AVC, foi as pressas para a cirurgia, abriram sua cabeça, para irrigar pois estava cheia de sangue, agora ela está na UTI em estado muito grave, os médicos desenganaram a família, dizendo que ela está com morte cerebral, apenas respira pelos aparelhos.
Fiquei muito triste em receber esta notícia, pois a via todos os dias com muita vida e logo agora que sua filha mais velha regressou para os caminhos do Senhor e os mais novos também seguiam.
Eu acredito que Deus tem suas maneiras de trabalhar e neste momento se ainda não a recolheu, acredito ser porque Ele está trabalhando para salvar sua alma, acredito que se for da vontade do Senhor, ela voltará a vida novamente, pois tudo é possível ao nosso Deus, nada é impossível para aquele que tudo pode e tudo vê.
Por isso meus queridos intercedam por ela amém.
Obrigada e fiquem com Deus

PEDIDOS DE ORAÇÃO

Coloquem seus pedidos de oração no 
MURAL DE RECADOS 
e estarei intercedendo junto com a Igreja Assembléia de Deus Renovo. 

Creia que o milagre vai acontecer

"Tudo que pedires em Nome do Senhor, crendo recebereis"

Tradutor